Pedaços de mim

Pedaços de mim e do que me rodeia… Palavras soltas… Retalhos…

a festa da vida 31/12/2008

Filed under: música — jo @ 00:45

O ano acaba e hoje passou-me uma música pelos ouvidos. Sempre gostei muito dela!

Uma verdadeira festa… a música para o novo ano!

A festa da Vida , Carlos Mendes

Que venha o sol o vinho e as flores
Marés, canções de todas as cores
Guerras esquecidas por amores;

Que venham já trazendo abraços
Vistam sorrisos de palhaços
Esqueçam tristezas e cansaços;

Que tragam todos os festejos
E ninguém se esqueça de beijos
Que tragam pendas de alegria
E a festa dure até ser dia;

Que não se privem nas despesas
Afastem todas as tristezas
Pão vinho e rosas sobre as mesas;
Que tragam cobertores ou mantas
E o vinho escorra p’las gargantas
E a festa dure até às tantas;

Que venham todos de vontade
Sem se lembrarem de saudade
Venham os novos e os velhos
Mas que nenhum me dê conselhos!

Que venham todos de vontade
Sem se lembrarem de saudade
Venham os novos e os velhos
Mas que nenhum me dê conselhos! 


 

30.Dez 30/12/2008

Filed under: tempo — jo @ 19:00

esta fotografia tem qualquer coisa… 

Image Hosted by ImageShack.us

parabéns miúda!

 

chávena 29/12/2008

Filed under: café — jo @ 15:22

Image Hosted by ImageShack.us

A par da chávena do Siza Vieira, esta é uma das minhas preferidas!

Faz parte da colecção das quatro estações sendo esta a da Primavera. A próxima a adquirir será a do Outono!

 

jbt 28/12/2008

Filed under: música — jo @ 22:27

e não há duas sem três…

 

 

Seeing Angels, John Butler Trio

 

Why do I deserve such a visit
From the one I thought I’d never meet.
Beyond my greatest expectations.
You exceeded everything.
Well here I am
 

Take me for what you see
For I’m transparent in the light of you.
And look inside,
See that fire burning bright
The same one that you rekindled inside me

My mouth was dry
only you quenched my thirst
I thought I was last
You told me I was first.

And I thought I was seeing Angels
And now I know I was.
your wings around me
Feel good they always does.

So there I was
Ain’t the same man I used to be
But do you still like what you see in me.

Still see through, 
always will be with you.
can you stand to see my vulnerability

For I am frightened
Shed so much I clung onto
The only things I have left is this guitar and you.

Nowhere to run
Been out here too long
Under the sun.
Am I too afraid
To get some.
To afraid to give myself some shade
I hope and pray I do some day.

 

JBT

Filed under: música — jo @ 22:21

ainda os John Butler Trio

Zebra

 

John Butler Trio

Filed under: música — jo @ 22:12

a que me conquistou definitivamente

Ocean, John Butler

 

 

um artista incomparável

Filed under: música — jo @ 20:25

O início fez-se na rua, com “actuações” para os transeuntes das ruas de Fremantle, a cidade de origem da banda, mas não de John Butler, sendo este natural de Torrance, na Califórnia. Enquanto fazia alguns trocos, aproveitou para vender a sua maqueta de apresentação. A qualidade das suas composições foi notada e recebeu convites para tocar em bares locais. Passou a tocar com alguma regularidade no Mojo’s Bar, que era gerido por Phil Stevens, o actual manager dos The John Butler Trio. A música de John Butler foi-se aperfeiçoando, o reconhecimento do seu talento crescendo e surgiu a oportunidade de gravar o primeiro álbum. John Butler saiu para o mercado em 1998. Tendo sido apoiado por dois músicos de excelência, o baterista Michael Barker e o contrabaixista Shannon Birchall. Estes acompanhavam-no nas digressões pela Austrália. A dado momento, a união oficializa-se e surgem os The John Butler Trio

Image Hosted by ImageShack.us

Em 2001 é editado Three, o álbum de reconhecimento do trabalho a três, o primeiro que a banda editou enquanto tal. John Butler é um artista incomparável. A sua voz profunda e madura, e uma guitarra que tem tanto de motivação groovy como de espírito roots, rematada por emotivos laivos slide, faz da paleta sónica de John Butler uma mistura única de folk com rock psicadélico em formato consciente.

Blitz