Pedaços de mim

Pedaços de mim e do que me rodeia… Palavras soltas… Retalhos…

tmn negócios 08/02/2009

Filed under: televisão — jo @ 18:37

tmn negócios

oral b pulsar

e

herpes labial

 Image Hosted by ImageShack.us

onde mais estará?

Anúncios
 

senhor tmn negócios 04/02/2009

Filed under: televisão — jo @ 16:18

É só a mim que o senhor TMN negócios e OralB Pulsarborboletas na barriga?

 

Agora é esperar que a próxima nudez do Equador, depois da Dalila do Carmo, da São José Correia e da Maria João Bastos, seja a do Luís Bernardo

 

I Pledge 25/01/2009

Filed under: educação,mundo,sociedade,televisão — jo @ 11:07

são figuras públicas, mas podiam não ser…

 

vídeo criado por Demi Moore e Ashton Kutcher para Barack Obama

 

 

 

baú 21/01/2009

Filed under: música,televisão — jo @ 16:18

a propósito do último post…

reconhecem a menina de amarelo?

 

donna maria

Filed under: música,televisão — jo @ 16:14

donna maria, vinho do porto

 

estes senhores

são um fenómeno

 

 

Primeiro a serra semeada terra a terra
Nas vertentes da promessa
Nas vertentes da promessa
Depois o verde que se ganha ou que se perde
Quando a chuva cai depressa
Quando a chuva cai depressa

E nasce o fruto quantas vezes diminuto
Como as uvas da alegria
Como as uvas da alegria
E na vindima vão as cestas até cima
Com o pão de cada dia
Com o pão de cada dia 

Suor do rosto pra pisar e ver o mosto
Nos lagares do bom caminho
Nos lagares do bom caminho
Assim cuidado faz-se o sonho e fermentado
Generoso como o vinho
Generoso como o vinho 

E pelo rio vai dourado o nosso brio
Nos rabelos duma vida
Nos rabelos duma vida
E para o mundo vão garrafas cá do fundo
De uma gente envaidecida
De uma gente envaidecida 

Vinho do Porto
Vinho de Portugal
E vai à nossa
À nossa beira mar
À beira Porto
À vinho Porto mar
Há-de haver Porto
Para o nosso mar 

Vinho do Porto
Vinho de Portugal
E vai à nossa
À nossa beira mar
À beira Porto
À vinho Porto mar
Há-de haver Porto
Para o desconforto
Para o que anda torto
Neste navegar 

Por isso há festa não há gente como esta
Quando a vida nos empresta uns foguetes de ilusão
Vem a fanfarra e os míudos, a algazarra
Vai-se o povo que se agarra pra passar a procissão
E são atletas, corredores de bicicletas
E palavras indiscretas na boca de algum rapaz
E as barracas mais os cortes nas casacas
Os conjuntos, as ressacas e outro brinde que se faz 

Vinho do Porto vou servi-lo neste cálice
Alicerce da amizade em Portugal
É o conforto de um amor tomado aos tragos
Que trazemos por vontade em Portugal 

Se nós quisermos entornar a pequenez
Se nós soubermos ser amigos desta vez
Não há champanhe que nos ganhe
Nem ninguém que nos apanhe
Porque o vinho é português

 

 

natal 17/12/2008

Filed under: música,televisão — jo @ 22:51

 

muito bom!

aqui está uma música de natal das boas 😉

 

WWF 01/12/2008

Filed under: educação,sociedade,televisão — jo @ 12:14